Weight Loss Center - Your Online Weight Loss Support Group
12
Out 13
Publicado por Belita, às 16:53link do post | Comentar | Ver comentários (1)

Tenho a dizer que estou deprimida! {#emotions_dlg.sidemouth}

 

Não porque a dieta esteja a correr mal, porque estou a adorar, mas porque a minha asma decidiu complicar-me a vida.

 

Faz 5 anos que estou em Lisboa e, desde que me mudei de malas e bagagens para cá, tinha deixado de ter crises de asma. Eu disse bem, tinha... até que em Março decidi mudar de casa, e em Abril comecei a sentir-me adoentada e comecei a ter uns sintomas associados à asma.

 

Mudei-me para a área e Sintra, muito conhecida por ser bastante húmida, e pelo que parece, não é muito compatível com a asma.

Inscrevi-me no Centro de Saúde da minha nova área de residência e marquei uma consulta.

O médico que me foi atribuído, muito bom, por sinal, ironicamente falando, disse que era do tempo, que andavam muitos poléns no ar e que não adiantava tomar medicação,  porque isto acabada por passar. Nem se deu ao trabalho de me auscultar... Saí de lá e fui à farmácia e pedi um xarope daqueles que costumava tomar para acalmar as crises...

O que é certo é que piorou e já não havia xarope que me valesse. Passado uns dias fui para as Urgências do Hospital Santa Maria porque estava com dificuldade em respirar.

Levei um mega raspanete das médicas, porque "uma pessoa com asma não pode andar sem bomba", e bla bla bla, e "já cá devia ter vindo à mais tempo". Tentei explicar o que se tinha passado, mas não valeu muito a pena.

A verdade é que desde que me foi diagnosticada asma aos 6 anos, nunca tive bomba. O médico que me acompanhou até à adolescência nunca viu necessidade de tal coisa, até porque eu só tinha crises no inicio do Outono e aí levava com corticóides e "a coisa" acalmava.

Receitaram-me uma bomba, que não usei porque era só em caso de SOS, e um antibiótico que era só para tomar uma vez por dia e que iria dar para 3 meses.

A coisa acalmou... mas quando o antibiótico acabou comecei a andar outra vez adoentada.

 

Fui à farmácia novamente, para evitar ir ao Centro de Saúde e levar outra vez com aquela resposta do médico. Comecei a tomar outro xarope. De facto a pieira começou a acalmar, mas logo a seguir veio a tosse para expulsar a expetoração. Fui novamente à farmácia e deram-me um adjuvante mucolitico para ajudar a expulsar a expetoração, mas de tanto tossir para aquela "porcaria" sair, comecei a ficar com a garganta toda inflamada e voltou a pieira. Para piorar a situação, apanhei uma grande chuvada e o nariz também começou a pingar bastante. No dia a seguinte voltei às urgências. Mais um antibiótico, para 3 dias e avisaram-me logo, que, posto isto, se não passasse, deveria ser vista pelo meu médico.

Depois deste antibiótico acabar voltou tudo outra vez, e tive mesmo de ir ao Centro de Saúde.

 

Fui lá ontem e não vim nada contente de lá. Consegui marcar uma consulta do dia, para outro médico, por sinal muito simpático e profissional. Afinal ainda à médicos decentes nos Centros de Saúde.

Infelizmente as noticias não foram as melhores.

 

Vou ter de tomar um medicamente à base de corticóides. Para quem não sabe, eu também não sabia até pedir esclarecimentos ao médico,  corticoides são um grupo de hormonas produzidas pelas glândulas supra-renais. Nós mesmos produzidos corticóides naturalmente no nosso organismo,mas pelos vistos o meu organismo não está a produzir nada disto e tenho de recorrer à medicação. São fundamentais para o tratamento de doença de origem alérgica, inflamatória ou auto-imune.

Ora como se costuma dizer, tudo o que é em excesso faz mal, os corticóides não são exceção: em altas doses fazem um estrago proporcional ao bom resultado. Não falando nos piores, o que mais me preocupa a curto prazo é o inchaço.

 

Toda a gente me diz para não me preocupar com a dieta porque primeiro está a minha saúde, mas emagrecer também é para melhorar a minha saúde, aliás, para melhorar até o meu problema de asma. Se emagrecer mais uns quilinhos não vou ficar tão ofegante e com falta de ar ao subir muitas escadas, por exemplo.

Infelizmente não tenho outra alternativa, e vou ter de tomar este medicamento e outros dois, mas que não contêm corticóides.

 

Esquecendo este problemazinho e falando da dieta:

 

Estou simplesmente a adorar! {#emotions_dlg.sarcastic}

Ultimamente andava sem paciência para cozinhar porque não tinha imaginação e acabava sempre por comer a mesma coisa. Ou arroz com qualquer coisa, ou massa com qualquer coisa... agora estou a comer coisas super saborosas, fáceis de fazer e acima de tudo saudáveis.

Não me está a custar nadinha. O meu marido já diz que temos de passar a comer sempre estas coisas, e não podia estar mais de acordo.

Não tenho sentido falta nenhuma de hidratos de carbono, nem de porcarias. Não sei se é de estar focada no meu objectivo, que provavelmente vai por água a baixo por causa das razões acima, que seria estar pelo menos nos 68kg em Março, quando faço 3 anos de casada, mas nem vontade de comer um chocolatinho tenho.

Ontem fui às compras com o meu marido, e quando fui buscar a Coca Cola Light passei pelo corredor das goluseimas e nem senti aquela vontade enorme de comprar chocolate ou gomas, como sentia antigamente. Até parei para ver quantas calorias tem o meu chocolate favorito, mas não senti nenhum aperto no coração ao colocá-lo novamente na prateleira.

 

Amanhã é o dia da asneira mas não vou comer nenhuma porcaria. Vou aproveitar para fazer novamente Wrap de Alface que adorei.

Só vou fazer asneira se me aparecer um senhor a vender castanhas assadas à frente! {#emotions_dlg.happy}

 

Só tenho a dizer uma coisa, beber tanta água dá cabo de mim!

Assim que eu bebo ela sai, a minha bexiga deve ser do tamanho duma azeitona. Só para terem uma ideia, eu entro às 08h e vou almoçar às 13h. Nestas 5h de trabalho vou cerca de 6 ou 7 vezes à casa de banho.

 

Tirando isso, tudo 5 estrelas. Ontem pesei-me, só por curiosidade, e fiquei ainda mais deprimida porque só tinha perdido 300g. Embora no livro a Drª Ágata Roquette frise que só devemos pesar-nos passados os primeiros 15 dias, acho muito pouco. Sempre pensei que fosse emagrecer pelo menos 1kg na primeira semana, já que comia hidratos de carbono ao almoço e jantar, mas nada.

 

Há que não perder a esperança. Os milagres às vezes acontecem! {#emotions_dlg.blink}


Mais sobre mim
Novembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

18
19
20
22
23

24
25
27
28
29


Arquivos
Pesquisar blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO